68 (MEIA OITO) (Flavio Braga. Record) [FIC000000]

    R$ 59,90 R$ 59,90 59.9 USD

    R$ 59,90

    Option not available

    This combination does not exist.

    Adicionar ao carrinho


    30-day money-back guarantee
    Free Shipping in U.S.
    Buy now, get in 2 days

    “Outro qualquer me classificaria como ‘piranha’, aquele peixe que come tudo que cai na água... Eu estava na idade de provar a carne, identificar os cheiros. Eu queria conhecer a América confusa, feita de restos de escravos e entorpecida de drogas variadas, vindas de todo o mundo para serem distribuídas ali. Ao sul, ao norte, do oriente e do ocidente chegam substâncias químicas ou naturais que a rapaziada consome e não há como segurar...” É proibido proibir! Sejam realistas, exijam o impossível! Com esses slogans, estudantes franceses davam o pontapé inicial em uma revolução de idéias que mudaria o mundo. Alguns filósofos e historiadores consideram este o acontecimento mais significativo do século XX. Uma rebelião que superou barreiras étnicas, culturais, de idade e de classe. Em 68 (MEIA OITO), personagens de diferentes países e interesses vivem no interior do incêndio social. Jovens de pontos variados da terra, colocam de lado os preconceitos e jogam a imaginação na linha de frente. Escrito a quatro mãos, pelo paulistano Flavio Braga e o baiano Luis Daltro, o romance segue a linha de 1919, de John dos Passos, um vigoroso e arrebatador panorama da América do início do século XX. No mesmo estilo, 68 (MEIA OITO) explora o desencanto de intelectuais com o capitalismo e as disputas políticas entre democratas, fascistas e esquerdistas de vários matizes. Mas fala também de inquietações culturais, de pequenas conspirações e de solidariedade. No livro, esses dois autores de diferentes épocas constroem um diálogo entre a geração que participou diretamente do Maio de 68 e a atual. Será que alguma parte de 1968 ainda respira, atua e vive em 2008? A França e o mundo mudaram muito: o Muro de Berlim e as torres gêmeas de Manhattan foram abaixo, a Guerra Fria terminou, as guerras quentes do pós-comunismo ocuparam seu lugar, um terrorismo niilista ameaça todos os quadrantes, a aids açoita o planeta, a Europa democrática está em parte reunificada, o aquecimento traz drásticas mudanças climáticas. 68 (MEIA OITO) faz um balanço dessas mudanças. Quarenta anos depois, ainda vivemos num mundo hipócrita e injusto, mas os predadores daqueles dias tiveram seus nomes varridos da memória coletiva enquanto os filósofos, escritores e artistas de todos os segmentos deixaram a sua marca.

    • ISBN : 9788501084422
    • Formato 210.0 x 140.0
    • Peso 0.3
    • Páginas 240
    • Disponível em 2008-11-26
    • Book status